Saúde Sinai
(32) 3031-0500
Facebook Saúde SinaiInstagram Saúde Sinai

Coronavírus

Coronavírus

Perguntas Frequentes

Quais os sinais e sintomas da doença COVID-19?

Os principais sinais e sintomas do coronavírus são respiratórios, semelhantes a de um resfriado comum. Os sintomas mais comuns são: tosse seca, febre e cansaço. Podendo apresentar também: dificuldade para respirar (falta de ar), dores no corpo, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta e diarreia.

Quem tem mais risco de desenvolver sintomas mais graves da doença?

Pessoas idosas e pessoas com doenças pré-existentes (como hipertensão, diabetes, problemas cardiovasculares e imunosuprimidos) são mais propensas a desenvolver a forma mais grave da COVID-19.

Como ocorre a transmissão do novo coronavírus?

O novo coronavírus é transmitido de pessoa para pessoa. A principal forma de transmissão se dá através do contato com gotículas do nariz ou da boca, expelidas pela pessoa quando espirra ou tosse. A transmissão também pode ocorrer quando uma pessoa toca em objetos contaminados e posteriormente realiza contato com olhos, nariz ou boca.

Posso me contaminar por meio de aperto de mão ou beijo no rosto?

Sim, pois pode entrar o vírus nas vias respiratórias. Por isso é o momento de revermos alguns hábitos sociais como cumprimentar com beijo no rosto ou com aperto de mãos. No caso do segundo, higienizar as mãos após é uma medida eficaz de prevenção.

Há algum risco de que animais de estimação espalhem o vírus?

Não. Mesmo na China, onde o vírus está circulando, não se sabe de casos em que animais domésticos tenham sido responsáveis pela transmissão do vírus. Recomenda-se evitar o contato direto.

Por quanto tempo a doença pode ficar incubada?

O período de incubação da doença é de 2 a 14 dias. Esse período consiste no intervalo entre a data da contaminação pelo vírus até o início dos sintomas.

Quais situações são consideradas de risco para adquirir a doença COVID-19?

Situação 1: Febre (acima de 37,8ºC) e sintomas respiratórios E retorno de viajem internacional ou de áreas do Brasil com transmissão comunitária nos últimos 14 dias

Situação 2: Febre (acima de 37,8ºC)  E sintomas respiratórios E contato com caso suspeito ou confirmado

Situação 3: Contato domiciliar ou caso confirmado nos últimos 14 dias E febre (acima de 37,8ºC)  OU sintomas respiratórios

Qual o exame diagnóstico feito para detecção do novo coronavírus? Quando devo realizá-lo?

O exame se chama RT – PCR. A realização desde exame é indicada pela equipe médica, a mesma irá realizar o pedido de acordo com a triagem clínica.

O que posso fazer para me proteger e evitar a propagação da doença?

Grávidas correm risco maior?

Sim. Gestantes apresentam alterações no seu sistema imunológico (de defesa de infecções).

O que devo fazer se estiver com sintomas do coronavírus? Devo ir direto a uma emergência hospitalar?

Em 80% dos casos, os sintomas do coronavírus são leves, semelhantes a uma gripe.

Entre em contato imediatamente com o Espaço Vita Sabin Sinai que irá realizar a sua triagem e encaminhamentos necessários.

Nestes casos, se você tem uma coriza e mal-estar momentâneo, a orientação da Organização Mundial da Saúde é evitar sair de casa e aguardar. Alimente-se bem, mantenha-se hidratado e durma bem. Analgésicos e antitérmicos ajudam a aliviar o mal-estar.

Se apresentar febre e tosse, não espere agravar:  entre em contato com o Espaço Vita Sabin Sinai. Essa orientação vale para sempre que o paciente estiver em dúvida quanto a seu estado de saúde.

Caso você tenha alguma dificuldade respiratória (falta de ar), com ou sem febre, o seu caso é considerado grave! Procure imediatamente um serviço de emergência. Você será submetido a alguns procedimentos e, havendo confirmação da doença, será encaminhado a um hospital de referência para tratamento.

Como faço para tirar dúvidas sobre o novo Coronavírus com minha operadora de saúde?  Onde e como consigo fazer isso?

O Espaço Vita Sabin Sinai disponibiliza um canal direto via telefone e e-mail para esclarecer qualquer dúvida relacionada ao COVID-19. Em caso de dúvidas, ligue:

(32) 3026-8191 / 3026-8181 / (32) 9148-3231

WhatsApp: (32) 9148-3231

E-mail: espacovita@sabinsinai.com.br  /  enfermagem@sabinsinai.com.br

 

O que é o isolamento respiratório domiciliar e quem deve adotar essa medida?

O isolamento respiratório domiciliar é uma medida de segurança que deve ser adotada para evitar a propagação da doença. Ele deverá ser instalado conforme orientação médica.

O paciente deve permanecer em domicílio durante 14 dias, utilizar máscara cirúrgica e manter distância de outras pessoas, como familiares. É importante manter ambiente ventilado e não compartilhar com outras pessoas alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal. O paciente deve sempre cobrir a boca ao tossir ou espirrar, higienizar as mãos frequentemente com sabonete e água ou álcool gel, evitar tocar a boca, nariz e olhos sem higienização prévia das mãos.

Qual o exame diagnóstico feito para detecção do novo coronavírus? Quando devo realizá-lo?

O exame se chama RT – PCR.

Atualmente, por definição da Vigilância Epidemiológica de Juiz de Fora, em razão do número de testes restritos, a testagem só está sendo realizada em pacientes internados com agravo de quadro.

A internação é necessária para todo caso positivo para o teste COVID-19?

A internação deve ser definida pela equipe médica, mas é indicada para pacientes que apresentem agravamento dos sintomas, como insuficiência respiratória ou que tenham sinais sugestivos de pneumonia.

Os antibióticos são eficazes na prevenção ou tratamento da COVID-19?

Não, os antibióticos não funcionam contra o vírus. Funcionam apenas em infecções bacterianas, por isso os antibióticos não podem ser usados como meio de prevenção ou tratamento. Não é recomendado de uso de Ibuprofeno em caso de febre.

Existe vacina para prevenção ao coronavírus?

Até o momento, não. No entanto, cientistas ao redor do mundo, já iniciaram pesquisas para desenvolvimento de vacina e alguns antivirais estão em teste. Ainda é precoce indicar quando teremos uma vacina disponível. Será realizada a antecipação da vacina da gripe.

Que produtos de limpeza são capazes de matar o coronavírus?

Álcool 70%, água sanitária e até com a combinação de água e sabão.

Lactantes com suspeita da doença podem amamentar?

Até o momento não se detectou presença de vírus no leite materno e nem a contaminação de bebês por esta via. Vale lembrar que a transmissão ocorre por meio de secreções de vias aéreas. O uso de máscara cirúrgica e higiene das mãos antes do contato com o bebê são medidas que diminuem as chances de contágio.

O exame específico para detecção do novo coronavírus, o Covid-19, será coberto pelos planos de saúde?

SIM.

De acordo com a resolução normativa n° 453, de 12/03/2020, da Agência Nacional e Saúde Suplementar (ANS), seguindo o protocolo e diretrizes definidas pelo Ministério da Saúde.

Todos os beneficiários de planos de saúde terão direito a fazer o exame específico para detecção do Covid-19?

NÃO.

Somente serão cobertos pela operadora casos suspeitos ou prováveis de doença pelo Covid-19.

Em que situações o paciente se enquadra na definição de caso suspeito da doença?

Existem dois tipos de grupos de casos suspeitos.

Pessoas com histórico de viagem para países com transmissão sustentada ou área com transmissão local nos últimos 14 dias.

Pessoas que tenham tido contato com caso suspeito ou confirmado para Covid-19 nos últimos 14 dias.

Em ambos os grupos, a pessoa tem que apresentar ocorrência de febre (acima de 37,8° C) e pelo menos um dos seguintes sinais ou sintomas respiratórios: tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, dispneia (falta de ar), saturação de oxigênio menor que 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal.

Em que situações o paciente se enquadra na definição de caso provável da doença?

São considerados prováveis casos em que a pessoa tenha tido contato domiciliar com caso confirmado por Covid-19 nos últimos 14 dias.

Deve observar os sintomas e observar a presença de outros sinais e sintomas como: fadiga, mialgia (dor muscular), artralgia (dor articular), dor de cabeça, calafrios, manchas vermelhas pelo corpo, gânglios linfáticos aumentados, diarreia, náusea, vômito, desidratação e inapetência (falta de apetite).

Qual a diferença entre transmissão local e transmissão sustentada ou comunitária?

A transmissão é local quando o paciente infectado com o Covid-19 não esteve em nenhum país com registro da doença. Neste caso, a doença foi contraída por meio de contato com outra pessoa infectada fora do país. Foi desta forma que o Covid-19 chegou ao Brasil.

A transmissão sustentada ou comunitária ocorre quando uma pessoa que não esteve em nenhum país com registro da doença é infectada por outra pessoa que também não viajou. Foi esta a forma de disseminação do Covid-19 predominante na China, Coreia do Sul e Itália.

Qualquer um pode se dirigir a um laboratório para fazer o exame específico para detecção do Covid-19 a ser coberto pelos planos?

NÃO.

O exame específico será feito apenas nos casos em que houver indicação médica para casos classificados como suspeitos ou prováveis de doença pelo Covid-19.

As pessoas com suspeita não devem se dirigir a laboratórios ou clínicas para realizá-los. Seguindo orientações das autoridades sanitárias, a coleta de material para o exame, quando for o caso, será feita em domicílio ou ambiente hospitalar, a fim de evitar contaminação de outras pessoas. 

Onde o exame específico para detecção do covid-19 deve ser realizado?

O beneficiário não deve se dirigir a laboratórios, hospitais ou outras unidades de saúde sem antes consultar sua operadora de plano de saúde para informações sobre o local mais adequado para a realização de exame ou para esclarecimento de dúvidas sobre diagnóstico ou tratamento da doença.

Meu exame para o Covid-19 deu positivo, ou seja, tenho o vírus. Os planos de saúde cobrem o tratamento do novo coronavírus?

Importante registrar que não há tratamento específico para infecções causadas por coronavírus. Pacientes infectados recebem medicação para aliviar os sintomas, como analgésicos e antitérmicos. O tratamento indicado pelo Ministério da Saúde é repouso e ingestão de bastante água e líquidos.

A cobertura do tratamento a pacientes diagnosticados com Covid-19 já é assegurada a beneficiários de planos de saúde, conforme a segmentação (ambulatorial, hospitalar ou referência) contratada.

Em casos indicados, o beneficiário terá direito a internação caso tenha contratado cobertura para atendimento hospitalar (segmentação hospitalar) e desde que tenha cumprido os períodos de carência, se houver previsão contratual.

Fontes: Ministério da Saúde e Agência Nacional de Saúde Suplementar

Guia Médico

Faça a busca do seu médico pelo nosso guia completo.

Busque pelo Guia M&eacutedico Abra o Guia M&eacutedico

Hospitais

Atendimento nos 2 mais modernos hospitais de Juiz de Fora/MG

  • Hospital Monte Sinai
  • Hospital Albert Sabin
Rede de Hospitais Credenciados

Acesso Rápido

Acesse de forma rápida os atalhos para setores do site.

POR QUE VOCÊ DEVE FAZER UM PLANO SABIN SINAI?

Veja aqui os principais diferenciais que você terá ao fazer o Plano de Saúde mais Completo de Juiz de Fora

POR QUE VOCÊ DEVE FAZER UM PLANO SABIN SINAI?