Saúde Sinai
(32) 3031-0500
Facebook Sabin SinaiInstagram Sabin SinaiLinkedin Sabin SinaiYoutube Sabin Sinai

Notícias

Notícias

Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!

A equipe do Sabin Sinai iniciou na última quinta-feira (10/06) o projeto personalizado de saúde do trabalhador da operadora. Dentre as ações do projeto, será realizada uma campanha solidária para o Junho Vermelho. A iniciativa foi da própria equipe dos setores de Gestão de Vidas e RH com grupos de funcionários para tratar da qualidade de vida, saúde no trabalho e hábitos saudáveis, sempre com foco no bem-estar geral da equipe.

O Sabin Sinai convida você a aderir a esta iniciativa. As doações pela equipe da operadora começaram no dia 21 de junho.

  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!
  • Somos Sabin Sinai e salvamos vidas doando sangue!

E para saber se você está apto a doar, acompanhe a relação dos critérios abaixo:

Critérios para doação de sangue

IMPORTANTE:

Outros critérios para doação de sangue:

Menstruação e gravidez:

Covid-19 e doação de sangue

Uso de medicamentos e doação de sangue

O uso de analgésicos comuns não impede a doação; entretanto, o triagista avaliará o sintoma e/ou sinal que motivaram a sua utilização, o que poderá, por si, impedir a doação. Assim, sugere-se que se faça a doação em dias em que não se utilizar medicamentos.

O uso de antitérmicos impede a doação em virtude da febre que motivou a sua utilização. As doenças febris apresentam, cada uma, um período específico para liberação da doação. Consulte as informações a respeito das doenças infecciosas e reumáticas para esclarecimentos. Febre de origem não determinada e de curta duração exige o prazo de sete dias para que se possa doar sangue.

Ácido acetilsalicílico e piroxicam: inaptidão por 48 horas.

Anorexígenos (classe das anfetaminas): aguardar sete (7) dias após a suspensão do medicamento, incluindo medicamentos para déficit de atenção da classe das anfetaminas.

Antiparasitários: medicamentos para tratamentos de parasitas intestinais (vermes) comuns não impedem a doação. Algumas doenças que podem acometer outros órgãos além do intestino, como, por exemplo, a esquistossomose, apresentam um prazo de inaptidão variável. Verifique as condições nas informações a respeito das doenças infecciosas.

As classes de antihipertensivos que não impedem a doação são as seguintes:

Diuréticos>Não há contraindicação. É necessária hidratação oral prévia mais vigorosa.

Inibidores de enzima conversora de angiotensina (IECA): Captopril Enalapril ou similares.

Antagonistas de angiotensina II: Losartan

Bloqueadores de canais de cálcio: Nifedipina

Drogas que impedem a doação:

O uso das seguintes drogas impede a doação de sangue na Fundação Hemominas, exceto se utilizadas em outras situações que não o controle de hipertensão arterial, após a suspensão pelo médico assistente.

Medicamentos diversos/doação de sangue:

Anticoncepcionais/ hormônios de reposição feminina: não impedem a doação, inclusive a pílula do dia seguinte.

Indução da ovulação: impede a doação por três meses após o término do tratamento.

Antibióticos: o tempo de inaptidão varia de acordo com a vida média da droga, sendo no mínimo de 14 dias. Além disso, o tempo de inaptidão pela doença de base poderá ser superior ao previsto para o medicamento. Verificar as informações a respeito das doenças infecciosas (ver também doenças por sistema) para esclarecimento. O tempo de inaptidão será o maior especificado para cada situação.

Colírios: colírios midriáticos utilizados para realização do exame de fundo de olho não impedem a doação. Colírios antiglaucoma de ângulo aberto impedem a doação por 48 horas, somente sendo liberada a doação se houver suspensão do medicamento pelo médico assistente.

Corticoides: sistêmicos (comprimidos, xaropes, supositórios ou injetáveis): no mínimo 48 horas após a suspensão. Será avaliada também a doença que motivou seu uso. O tempo de inaptidão será o maior especificado para cada situação. Tópicos (cremes ou pomadas): não contraindicam a doação. Será avaliada também a doença que motivou seu uso e esta poderá, por si, impedi-la.

Anticoagulantes e Antiplaquetários

Anticoagulantes: Apto 10 a 14 dias após a interrupção do medicamento. A doença de base pode impedir por tempo maior.

Clopidogrel: Apto 14 dias após suspensão. A doença de base pode impedir por tempo maior.

Prazugrel: Apto 7 dias após suspensão.

Ticlopidine: Apto 14 dias após suspensão. A doença de base pode impedir por tempo maior.

Medicamentos alergênicos: medicamentos que se caracterizam por provocar reações alérgicas ou anafiláticas impedem a doação pelo tempo de eliminação do organismo, pois alguns estudiosos acreditam que possam causar reações nos receptores.

Anticonvulsivantes: inaptidão enquanto estiver em uso. Ver também epilepsia. • Homeopáticos: impedem a doação por 24 horas. Será avaliado o motivo da sua utilização que, por si, poderá impedir a doação por um prazo maior.

Fitoterápicos (plantas medicinais): impedem a doação por 24 horas. Será avaliado o motivo da sua utilização que, por si, poderá impedir a doação por um prazo maior.

Hormônio do crescimento: recombinante não impede a doação. Se de origem hipofisária, usado no passado, inaptidão definitiva.

Medicamentos de ação no sistema nervoso central: candidatos que façam uso crônico de medicamentos com ação no sistema nervoso central devem solicitar ao seu médico relatório informando sua condição clínica atual e liberação para doação de sangue. Não se recomenda a suspensão do uso de medicamentos com o fim de doar sangue. A utilização de medicamentos que afetem o SNC sem prescrição médica impede a doação pelo tempo total de eliminação da droga.

Ansiolíticos e soníferos: Se a dose for elevada (três ou mais comprimidos por dia), contraindicam a doação. Em doses habituais, a condição clínica do candidato será avaliada. Sugerimos apresentar relatório do médico assistente.

Antidepressivos: Da classe dos tricíclicos impedem a doação por 30 dias após a suspensão do medicamento pelo médico assistente. As demais classes não impedem a doação, mas a condição clínica do candidato poderá impedir. Sugerimos apresentar relatório do médico assistente.

Antipsicóticos: Haloperidol (Haldol), Clorpromazina (Amplictil): Apto após 7 dias do uso do medicamento pelo médico assistente. Necessário apresentar relatório médico informando indicação para avaliar liberação. Veja doenças do sistema nervoso.

É CONTRAINDICADA A SUSPENSÃO DE MEDICAMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE DOAÇÃO DE SANGUE.

Todos os critérios para a doação de sangue você encontra no site hemoninas.mg.gov.br

Guia Médico

Faça a busca do seu médico pelo nosso guia completo.

Busque pelo Guia M&eacutedico Abra o Guia M&eacutedico

Hospitais

Atendimento nos 2 mais modernos hospitais de Juiz de Fora/MG

  • Hospital Monte Sinai
  • Hospital Albert Sabin
Rede de Hospitais Credenciados

Acesso Rápido

Acesse de forma rápida os atalhos para setores do site.

POR QUE VOCÊ DEVE FAZER UM PLANO SABIN SINAI?

Veja aqui os principais diferenciais que você terá ao fazer o Plano de Saúde mais Completo de Juiz de Fora

POR QUE VOCÊ DEVE FAZER UM PLANO SABIN SINAI?